Menu
O que fazer

Caminhadas e levadas inesquecíveis na ilha da Madeira

Com uma grande variedade de percursos pedestres para todos os níveis e condição física, a Madeira é considerada um verdadeiro paraíso para os amantes das caminhadas. Mas se pretende visitar a Madeira apenas por alguns dias, não irá conseguir fazer todos os percursos existentes.

Existem mais de 100 percursos pedestres, numa extensão de cerca de 2 500 km de levadas e, por isso, antes da sua viagem à ilha da Madeira, faça uma seleção das melhores caminhadas e passeios pelas levadas na Madeira.

Caminhar na Madeira é quase obrigatório se pretende explorar os locais mais bonitos da ilha. Os desfiladeiros, as paisagens mais impressionantes e as quedas de água mais recônditas no meio da floresta não podem ser vistos da estrada.

De forma a tornar a sua estadia na Madeira ainda mais memorável, brindamo-lo com a nossa seleção de 5 passeios pedestres para fazer na ilha da Madeira, com base na experiência dos nossos hóspedes em caminhadas na Madeira.

Vereda do Areeiro (PR1)

Esta é provavelmente a caminhada mais difícil da ilha, mas indiscutivelmente a mais bonita também, ligando os dois picos mais altos da ilha da Madeira - o Pico do Areeiro (1 818 m) e o Pico Ruivo (1 862 m), numa distância total de 12 km.

Este trilho leva-o ao longo dos dois picos das montanhas acima das nuvens e as montanhas aqui são tão íngremes que tem a sensação que está a flutuar no topo do mundo. O cenário é absolutamente deslumbrante.

Contudo, não se deixe iludir apenas pela beleza, esta caminhada é longa e extenuante e estima-se que levará até os caminhantes mais experientes pelo menos 6 a 8 horas. No entanto, não tem de caminhar até ao Pico Ruivo para experienciar as paisagens deslumbrantes. Mesmo que caminhe apenas parte do percurso, poderá admirar algumas das mais belas paisagens da Madeira.

Lembre-se também que este percurso pedestre pode ficar condicionado pelas condições meteorológicas e pelas densas nuvens que fecham a vista.

Se tiver sorte com o tempo e se se sentir em forma, não perca esta caminhada (ou parte dela). Garantimos-lhe que não se irá arrepender!

Levada das 25 Fontes / Levada do Risco (PR6 & 6.1)

Estas duas caminhadas não demoram tanto (cerca de 3 a 4 horas) pelo que podem ser facilmente combinadas (num determinado ponto o caminho divide-se, logo depois de fazer as 25 Fontes é só voltar ao cruzamento e virar para o Risco).

Estas são também duas das levadas mais concorridos da ilha, por isso lembre-se de começar a caminhada cedo, para evitar multidões, mas também porque estas levadas são bastante estreitas sendo difícil ultrapassar ou cruzar-se com outras pessoas.

A Levada das 25 Fontes é uma cascata de 30 m de muitas quedas de água diferentes num "caldeirão” tal como o Caldeirão Verde. A imponente cascata do Risco tem uma queda de 100 m e só pode ser vista de um caminho (não é possível descer ao fundo da cascata).

Estas são caminhadas de dificuldade média, num total de 9 km (ida e volta).

Vereda da Ponta de São Lourenço (PR8)

A Vereda da Ponta de São Lourenço é uma caminhada muito diferente de qualquer outra que possa experimentar na Madeira. O percurso acompanha o litoral rochoso da península mais a Este da Madeira, a península de São Lourenço, batizada com o nome da caravela de João Gonçalves Zarco, um dos três descobridores da ilha da Madeira.

Ao longo do caminho ondulante irá encontrar a cada esquina miradouros com as vistas mais espetaculares da ilha.

Ventos fortes, o sol escaldante e as muitas escadas são o desafio aqui. As formações rochosas, o contraste de cores com o azul selvagem da água do oceano e a natureza dura e quase intocável são um verdadeiro espetáculo de se ver!

O percurso da Ponta de São Lourenço tem uma dificuldade média e leva cerca de 4 horas a percorrer a totalidade dos 8 km (ida e volta).

Levada do Caldeirão Verde (PR9)

A Levada do Caldeirão começa por um trilho que parece menos interessante do que tudo aquilo que já viu na ilha. Mas não desista, porque não se vai arrepender.

Caminhar na Madeira também significa encontrar cascatas e quedas de água incríveis! E a Levada do Caldeirão Verde tem o seu ponto alto precisamente quase no fim do percurso.

À medida que vai passado por algumas quedas de água mais pequenas, vai também passar por quatro túneis (traga uma lanterna) e a partir daí o percurso vai-se tornando cada vez mais estreito. A recompensa final deste percurso é, de facto, a cascata do Caldeirão Verde, que é simplesmente surpreendente.

Este percurso tem uma dificuldade média e demora entre 5 a 6 horas a percorrer os 13 km (ida e volta).

Levada do Rei (PR18)

A caminhada pela Levada do Rei é feita por um trilho completamente integrado numa área de floresta natural bem desenvolvida, onde irá ainda encontrar cascatas deslumbrantes e uma grande biodiversidade natural.

O percurso pedestre segue o Ribeiro Bonito (Rio Bonito) pela densa floresta até chegar a uma falésia com várias cascatas e quedas de água. No final da falésia, será recompensado por uma cascata de dimensões consideráveis e acessível através de uma escalada básica.

Esta é uma das levadas mais fáceis na ilha da Madeira, numa extensão de menos de 10 km, que podem ser completados em cerca de 2 a 3 horas.

De igual forma, a Levada do Rei é uma das levadas mais populares da Madeira, sobretudo porque oferece vistas magníficas, sem subidas íngremes e extenuantes. Devidos às encostas íngremes da Madeira, há muito poucas caminhadas de 10 km de distância com menos de 100 m de inclinação. No entanto, a Levada do Rei tem apenas 72 m de inclinação total e trilhos relativamente seguros, fazendo com que consiga desfrutar de cascatas e de paisagens exuberantes sem grande esforço físico.

O que deve levar consigo

Aproveitamos ainda para lhe relembrar alguns artigos indispensáveis para cada caminhada, como uns boas botas de montanha, bastante água, uma mochila com um farnel, uma camisola e um casaco impermeável para a chuva e uma lanterna para os túneis. No verão, pode ainda querer levar um fato de banho, se quiser dar um mergulho na água fria ao final de cada caminhada.

Não se esqueça ainda de seguir sempre a sinalética de cada percurso (grande parte dos trilhos são sinalizados), escolha um percurso adequado à sua condição física e evite riscos desnecessários, tais como aproximar-se demasiado das falésias e sair das rotas sugeridas.

Para mais detalhes sobre as melhores levadas na Madeira e para mais sugestões sobre os melhores percursos pedestres e trilhos na pérola do Atlântico, dirija-se à receção do hotel Dom Pedro Madeira e do hotel Dom Pedro Garajau.

Durante a sua estadia num dos nossos hotéis na Madeira, aproveite para conhecer melhor a ilha da Madeira.

A nossa equipa terá todo o prazer em ajudá-lo a tornar as suas férias na Madeira ainda mais extraordinárias.

Boas férias e uma excelente estadia.

Também pode gostar

Ilha da Madeira
Para visitar

Férias na Madeira – O Guia da ilha da Madeira

A maravilhosa ilha da Madeira tem tudo o que poderia desejar para umas férias inesquecíveis. Eleita por diversas vezes como um dos melhores destinos insulares do mundo, as férias na Madeira têm como pano de fundo um cenário deslumbrante de beleza natural, praias, vinhas, plantações de banana e montanhas imponentes.

Saiba mais

Últimos posts

ferias-algarve-roteiros-ar-livre
O que fazer

Férias no Algarve – roteiros ao ar livre

Fazer férias no Algarve não se resume a apenas a sol e mar. Além do clima mediterrânico e da linha de costa dominada por praias de areia dourada e fina, o Algarve oferece também um vasto leque de parques naturais, rios, sapais e áreas serranas.

Saiba mais